Toque do cirurgião plástico: como escolher o tamanho das próteses de silicone para cada biotipo

“O grande desafio que o cirurgião plástico enfrenta, na cirurgia de aumento das mamas, é escolher acertadamente o tamanho das próteses”, revela o cirurgião plástico de Florianópolis Paulo Roberto Mendes, que é membro titular da SBCP.

De um modo geral, os implantes escolhidos são quase sempre os redondos de perfil alto , super alto e em alguns casos em formato de gota ou anatômicas.

A atriz Débora Secco tem próteses nas mamas

Quanto ao tamanho das próteses, é fundamental que se leve em consideração as principais medidas da paciente como a altura,  o diâmetro da cintura e dos quadris.

No perfil corporal da mulher brasileira, quase sempre vemos uma estatura que gira em torno dos 1,65m e um avantajado diâmetro do quadril que quase sempre passa dos 90cm. Nossas mulheres são do tipo violão.

Danielle Winits também

As medidas consideradas “ideais”em um concurso como o de beleza tipo “Miss”, por exemplo, as famosas medidas 90cm de busto, 60cm de cintura e 90cm de quadril são aferidas nas esbeltas candidatas. O padrão de beleza  da brasileira comum pode não ter orientação nestas medidas, nossa miscigenação racial nos levou a ter mulheres bem providas de bumbum e muito bumbum, muito peito e pouca altura pode ficar desproporcional.

Karina Bacchi

 

A estatura comum da mulher brasileira, ou seja, 1,65cm, 96 cm de quadril, 65cm de cintura e 80cm de torax, pode, perfeitamente, definir o tamanho das próteses de silicone, o que leve este tórax a atingir  aproximadamente 90 cm, não mais que isso, sem que se leve à um exagero, principalmente com a estatura não muito avantajada.

Com as medidas na mão, fica muito fácil para o cirurgião escolher o tamanho do implante, é matemática, pois ele tem a noção exata de quanto uma prótese de 260ml de volume por exemplo, representará em acréscimo nas medidas do tórax de uma paciente com as medidas referidas acima.

 Ter as medidas na mão é de fundamental importância para o sucesso da cirurgia, mas apenas como instrumento de orientação desta escolha, pois nada substitui escutar de forma atenta, o real desejo da paciente em relação ao seu corpo. Enfim, saber conciliar a precisão da matemática, com a subjetividade do desejo.

A americana Victoria Beckham

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *