Tô dentro: chiclete da juventude

Um chiclete por dia feito à base de silício é o suficiente para atenuar rugas, melhorar a hidratação e fortalecer unhas e cabelos, meninas, tô dentro!  A nova arma para adiar o envelhecimento é uma goma de mascar desta substância e que promete repor o que falta no organismo de  forma super prática e indolor. Fontes: Terra e Vogue

Cuidar da pele e combater o envelhecimento é a mais nova proposta de uma goma de mascar, popularmente chamada de chiclete da beleza. Lançado recentemente no Brasil, o chiclete é rico em silício orgânico, substância capaz de ativar a formação de colágeno, elastina e fibroblastos.  Quem diria: o vilão, o chiclete, que te acompanhou na infância, agora  passa a ser bom moço e até ajuda a te deixar bonita na maturidade, incrível!

Tudo isso ocorre devido à reposição da substância encontrada em vários alimentos, mas que é de baixa absorção a partir dos 25 anos. A perda da substância além de acelerar o envelhecimento, pode causar numerosas doenças degenerativas, incluindo o Mal de Alzheimer. A reposição do silício orgânico, por sua vez, é capaz de recuperar até 40% da firmeza e tonicidade da pele, reduzindo a flacidez e fortalecendo cabelos e unhas.

 

E os benefícios não param por aí: o mineral facilita o funcionamento da estrutura de colágeno na pele. Após a menopausa a reposição de silício entre mulheres ainda tem efeito benéfico sobre os ossos, por facilitar a absorção do cálcio. A reposição com silício ainda pode melhorar a qualidade de vida de três em cada 10 brasileiros com hipertensão arterial. Isso porque, atua na elasticidade das paredes das artérias, diminuindo simultaneamente o risco de infarto e derrame, principais causas de morte entre brasileiros.

Modo de usar
Segundo os especialistas, para repor a quantidade de silício perdida após os 25 anos, basta mascar um chiclete ao dia. A formulação ainda é livre de açúcar, para que não faça mal à pele e à saúde. A goma de mascar tem sabor de canela, hortelã ou tutti-frutti e pode ser feita em qualquer farmácia de manipulação.

Por não se tratar de um medicamento, não exige receita médica, mas é fundamental procurar um especialista para recomendar a reposição do oligoelemento, pois o excesso de silício pode provocar pedra nos rins, sobrecarregar as glândulas supra renais e, nos homens, se usado sem acompanhamento, agravar a hiperplasia prostática (aumento da próstata).

 

2 comentários sobre “Tô dentro: chiclete da juventude

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *