Para a casa: assuma a bike na decoração

Já se foi a fase de deixar a bike do lado de fora ou escondida na garagem ou área de serviço. Incorporar a peça no layout da casa, além do aproveitamento do espaço – levando em conta que os imóveis estão cada vezmenores -, deixa à mostra a identidade dos moradores.

No projeto assinado para a Mostra Casa Cor Santa Catarina 2012, a arquiteta Juliana Pippi projetou um loft – chamado de Made in Brasil – e incluiu a magrela como parte da decoração. “Absorver os hábitos na decoração imprime autenticidade ao lar. A bicicleta pode ser usada sim como proposta decorativa, mas hoje em dia, com o aumento de ciclistas em consequência do trânsito caótico nas cidades ela está cada dia mais presente em casa”, acredita.

Para não errar, Juliana orienta para o melhor aproveitamento do espaço e facilidade no uso. “A bike deve estar sempre à mão, de preferência mais próxima da porta para facilitar o acesso e ficar prático de guardá-la. Para acomodá-la utilize os suportes de parede verticais como ganchos – eles ocupam menos espaço. Aconselho também a usar em parede mais escura da casa, pois os pneus podem manchar facilmente as paredes muito claras”, enumera.


Para não errar, Juliana orienta para o melhor aproveitamento do espaço e facilidade no uso. “A bike deve estar sempre à mão, de preferência mais próxima da porta para facilitar o acesso e ficar prático de guardá-la. Para acomodá-la utilize os suportes de parede verticais como ganchos – eles ocupam menos espaço. Aconselho também a usar em parede mais escura da casa, pois os pneus podem manchar facilmente as paredes muito claras”, enumera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *