Arquivo da tag: passarela

Cartier apresenta novidades em Florianópolis

Manu Berger (centro), diretora do Terapia do Luxo, recebeu em Florianópolis recentemente, convidados em dois eventos superexclusivos. Em ambos a empresária apresentou, ao lado de Maxime Tarneaud, gerente geral da Cartier no Brasil, a nova coleção da luxuosa relojoaria francesa. Para a empresária, foi um prazer estar associada à uma marca consagrada como a Cartier. “Trabalhar com o que mais amamos é um privilégio, e hoje estar a frente de eventos tão exclusivos e para um público tão específico, levando junto a marca Terapia do Luxo, é sem dúvida uma realização”, acredita Manu Berger.

Uma das coleções apresentadas na capital foi a Amulette. Há tempos as pedras preciosas cristalizam as virtudes que cada ser atribui-se. A coleção  é uma criação com grande carga emocional desde sua primeira versão, lançada em 2014, com o objetivo de ser utilizada como um talismã, peça extremamente pessoal,que traz desejo guardado ou uma mensagem secreta.

Manu Berger, Hellen Macarin e eu. Foto: Darline Santos

CARTIER Amulette de Cartier Ring_Small Model_Pink Gold and diamonds

37963

CARTIER GUILLOCH+ë GOLD_Medium Model Pink gold,diamonds, chain in pink gold

A coleção acaba de ser reforçada e apresenta novos materiais preciosos, naturalmente sofisticados. Snakewood, para atrair boa sorte e dissipar infortúnios; Guilhoché Gold, um disco que remete ao Sol, fonte de energia e brilho e Malaquita, considerada a gema dos viajantes, leva sorte e esperança para quem tem grandes expectativas.

Cartier_Amulette de Cartier Pensant_Medium Model_Pink gold, malachite, diamonds, chain in pink gold

À primeira vista, trata-se de um disco com uma gema ao centro. Com um segundo olhar, a peça se transforma em uma caixinha de surpresas, com seu arco de ouro, seja branco, rosé ou amarelo, que se abre como um cadeado e deixa espaço para um desejo de grande valor. Na coleção completa também é possível encontrar joias com opala, lapis lazuli, cornalina, cristopazio, pérola e ônix em pendentes, colares, brincos, aneis e pulseiras.

37923

Mood underground para completar looks sofisticados

 

Sapatos com pegadas masculinas são o hype do momento. Os coturnos, por exemplo, saem da cena underground e chegam às grandes maisons e às ruas das capitais fashions do Planeta. Fotos: Reprodução

bota 5

bota isabel-marant-and-abaco-3

bota 1

Na Vuitton os modelos ganharam plataformas de borracha ou saltos grossos, bem ao estilo gótico londrino dos anos 1990. Na Dior os coturnos têm modelagem mais fina e glamourosa e até a Chanel não ficou fora da estética grunge punk do momento.

Louis Vuitton
Louis Vuitton
Balman
Balmain
Chanel
Chanel

O clima mais dark envolveu diversos desfiles da temporada. Isabel Marant gostou da ideia e até mesmo o romântico Elie Saab se rendeuA proposta vai além do coturno e do sobretudo preto e surge com um combo de ótimas ideias de styling, com sobreposições, combinações inusitadas, casacos pesados com peças mais leves e toques de cor.

Desfile Chanel na Semana de Moda de Paris Créditos: Getty Images
Desfile Chanel na Semana de Moda de Paris Créditos: Getty Images

 

Desfile Louis VuittonCréditos: Getty Images
Desfile Louis Vuitton Créditos: Getty Images
 valentino Créditos: Getty Images
valentino Créditos: Getty Images

Bom senso na escolha do silicone

Harmonia e proporção são as palavras-chaves quando se trata de colocação de implante mamário. Mas para as modelos esses dois quesitos também se encaixam? Para saber a resposta, entrevistamos o cirurgião plástico Ricardo Alves. O especialista coloca próteses da Eurosilicone, representada no Estado pela Euromed, desde 2008. E cita os benefícios:
– É a marca líder do mercado europeu, com um produto muito confiável, de qualidade e segurança notáveis. O suporte  local que a Euromed fornece aos profissionais e aos pacientes também faz parte dessa escolha, pois nos dá toda a segurança necessária.
1) Qual é o bom senso na hora de colocar prótese mamária? Há relação entre altura e peso?
Ricardo Alves: Bom senso é procurar uma aparência natural e para isso altura e peso são muito importantes, pois norteiam a escolha do volume do implante. Harmonia e proporção fazem parte da beleza. De nada adianta uma mama grande e artificial que destoa do corpo da mulher.
2) Em relação ao mercado da moda, temos observado cada vez mais modelos com pouco seio aderindo ao silicone. É uma tendência do nosso país ter seio grande?
Alves: A silhueta da brasileira se caracterizava mais pela abundância nos quadris. Atualmente há uma valorização do maior tamanho das mamas, muito influenciada pela mídia e pelos padrões de beleza internacionais.
3) Qual idade ideal ou indicada para colocar prótese, já que as modelos começam a trabalhar com 13 anos?
Alves: A idade ideal é quando o crescimento se completa, pois podem ocorrer mudanças no corpo, e o implante antes disso pode até mesmo interferir no crescimento das mamas.
4) O que o senhor diz de modelos que precisam colocar ou retirar a prótese para agradar a exigência de clientes/contratos?
Alves: Considero que os contratos não podem ser a razão da cirurgia, já que é um procedimento que tem seus riscos, e com pouca ou nenhuma chance de “volta”, já que o formato inicial da mama não vai retornar se o implante for retirado. Sempre questiono a motivação da paciente para o procedimento, se a decisão é consciente e está bem formada.
5) Algumas modelos colocam silicone e ficam “parecendo” mais gordinha, o que atrapalha na hora de fechar contrato. A prótese pode causar essa sensação de “aumento”?
Alves: As modelos, em geral, têm uma silhueta esguia, e o implante traz um volume extra que destaca as mamas. De novo, temos de nos lembrar da proporção e da harmonia, pois se a escolha for acertada, a silhueta não sofrerá com isso.

O cirurgião Ricardo Alves atende nos seguintes endereços:
-Ultralitho Centro Médico – Tel 2108-8888

-Higiia Cirurgia Plástica – Tel 2107-6307