Com uma pele nova e jovem: hidratação e rejuvenescimento, dois benefícios do preenchimento com ácido hialurônico

Além de ser usado com um bom ativo hidratante, o ácido hialurônico é utilizado nos consultórios médicos para tratamento de sinais de envelhecimento, vincos e rugas. A versão sintética é idêntica à produzida pelo nosso organismo. Na pele, essa substância traz sustentação às células e atrai água, o que garante a hidratação. Além disso, estimula a proliferação de células e colágeno, favorecendo o rejuvenescimento. – A aplicação do produto atua na suavização de linhas de expressão, dando um aspecto mais jovem no rosto e nos lábios. Há casos em que a incidência de rugas diminuiu 80% – explica a médica Daniela Saporiti, pós-graduada em Dermatologia. Mas, então, qual a diferença entre preenchimento com ácido hialurônico e a aplicação do Botox (Toxina Botulínica)? Muita gente confunde os dois, garante a médica, por ambos utilizarem seringas em sua aplicação e tratarem de sinais de envelhecimento. Fotos: Reprodução

Mas a verdade é que são totalmente diferentes. A Toxina Botulínica atua relaxando os músculos onde é injetada e, portanto, é indicada para o tratamento de rugas de expressão, que se formam quando rimos, choramos ou estamos bravos. Já o preenchimento com ácido hialurônico é indicado para o tratamento de rugas mais profundas, aquelas visíveis mesmo com o rosto em repouso, caso do famoso bigode chinês. Esta substância é injetada diretamente na pele, preenchendo as rugas, os vincos ou mesmo preenchendo áreas com perda de volume. – O preenchimento facial com AH age na consequência da contração muscular, que é a ruga em si, e o Botox age na causa, impedindo a própria contração muscular – explica Daniela Saporiti.

São cerca de 30 minutos para aplicação do ácido hialurônico. O resultado é perceptível em seguida, sem necessidade de testes prévios. O produto é injetadoem pequenas quantidades, por meio de uma fina agulha, e o paciente pode voltar para casa logo em seguida. Os resultados do tratamento são duradouros, sem serem permanentes, dando a liberdade em manter ou não o procedimento. O tratamento dura de seis a 12 semanas. Para manter o resultado desejado nos lábios, a indicação é de que um retoque seja feito seis meses depois.

Dra Daniela SaporitiContato: (48) 3333-0922 – Florianópolis

 

Sobre Lise Crippa

Sou formada em Jornalismo, pós-graduada em Marketing e Moda. Atuo em assessoria de comunicação e jornalismo de Moda. O universo Fashion faz parte da minha vida e do meu trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.