Arquivos da categoria: Moda

Moda e decoração: almofadas feitas à mão com assinatura diferenciada e autoral

Foi inspirada nas recordações de sua infância, nas histórias de viagem de navio contadas por sua mãe, em sonhos, e no baú da avó costureira que a estilista Luciana Andrade foi buscar inspiração para lançar no mercado uma linha de almofadas premium e 100% feitas a mão.

Fotógrafo: Rubens Angelloti

Modelo: Clara Gabriela Ferrari

Atelier__Lu_Andrade (4)

Valorizando a cultura local, com matéria prima de primeira linha e confeccionada em atelier localizado na Barra da Lagoa, em Florianópolis (SC), a coleção é dividida em três linhas: allegro, adagio e vivace – todas pensadas para decorar a casa com muito estilo e bom gosto. “As almofadas são fruto de um trabalho realizado com dedicação e atenção a cada detalhe. Até serem finalizadas, passam por mãos talentosas de bordadeiras, crocheteiras, tecelãs, tricoteiras e costureiras do Ribeirão da Ilha, do Morro das Pedras, do Campeche e da Barra da Lagoa – todas de Florianópolis”, explica a estilista Luciana Andrade.

Atelier__Lu_Andrade (7)

Materiais como lã de ovelha, couro de porco, tiras de crochê e aplicações dão um toque de charme e prometem deixar cada cantinho da casa aconchegante e cheio de vida. “Para realizar esse trabalho único e primoroso, as matérias primas são selecionadas com muita cautela. Usamos, entre outros, o fio de seda da Casulo Feliz, fios de lã Ladrilã e peles da Schmechel Peles Exóticas, empresas que acreditam, assim como nós, em uma vida com mais qualidade e produção sustentável”, explica a estilista.

Atelier__Lu_Andrade (5)

A coleção tem aproximadamente 80 modelos de almofadas, e por serem produzidas uma a uma e a mão, são praticamente únicas e exclusivas.  “Se podemos falar em uma filosofia, a nossa é, justamente, trabalhar com a mesma filosofia da natureza: peças criadas uma única vez, assim como a natureza que não repete, mas que projeta novidade a todo instante”, diz Luciana.

As almofadas estão disponíveis na loja virtual da estilista no site: www.atelierlucianaandrade.com.

Atelier__Lu_Andrade (6)

Sobre a estilista

Luciana Andrade sempre olhou de forma diferenciada para a maneira de criar moda. Em 2001 ganhou o concurso “Santa Catarina Fashion Week” com o tema “Gata Borralheira“. Buscando a essência dos sentidos, daquilo que fascina, encanta e, ao mesmo tempo, aconchega, ela foi parar na Europa, onde conheceu, em Florença, através da Polimoda, o “Antico Setifício Fiorentino“, o tear ancestral de Leonardo Da Vinci em pleno funcionamento. Na Itália também viu de perto o trabalho artesanal e primoroso em couro da marca Gucci. No Brasil estudou no Instituto Europeu di Design, onde participou do workshop “Projeto de Marketing do Grupo Valentino” e “Projeto de Apresentação Visual e Display da marca Max Mara”. Compartilhou momentos inesquecíveis com Marie Rucki do Studio Berçot de Paris em São Paulo. Mergulhou no mundo da decoração – sua paixão – e da história da arte, montando um paralelo entre a moda e a decoração, e levou todo seu conhecimento adquirido ao longo do tempo para as suas criações. Com essa vivência na bagagem, pesquisou materiais até então pouco conhecidos e os transformou, utilizando técnicas ancestrais.

Os babouches são os novos It-sapatos de 2016: o que você acha?

 

Uma nova tendência, porém tão velha, os chinelos tradicionais marroquinos tomaram as pistas e as passarelas. Portanto,  e sem sombra de dúvida, o babouche é o novo It-sapato de 2016. Mostrado no Resorts Céline 2016, o estilo vem com um dedo do pé alongado e com bico mais fino.

babuche 3
Acne Studios, verão 2016
Foto: MASAKO Asada
Cèline – Foto: MASAKO Asada

Usado no início pela nobreza francesa no século 16, bem como por beduínos, este calçado tradicional ainda pode ser encontrado, atualmente, em muitos mercados do Norte Africano, em cores brilhantes com ornamentos e enfeites.

Gucci
Gucci

Num primeiro momento não me agrada muito, não! É um sapato masculino usado pela população do Marrocos, como falei acima, e foi introduzido de maneira discreta na moda, começando por resorts e ganhando força em passarelas de verão – seja na releitura quase tradicional da Dolce & Gabbana ou nos meio-mocassins da Gucci (acima)

Acne Studios, verão 2016 (Foto: iMax)
Parente do slipper a trend bicuda virou opção para produções confortáveis e elegantes. Além de dar a impressão de pernas mais fininhas, é a pedida certa para guardar de vez o salto-alto no armário, será? Acne Studios, verão 2016 (Foto: iMax)

 

Olhar apurado: Carolina Herrera para Óticas Diniz

A grife Carolina Herrera apresentou sua coleção solar 2016, para as Óticas Diniz de Florianópolis e região. Como uma extensão dos acessórios esta temporada os modelos exploram o estilo glam, com bordas douradas, silhuetas suaves e um adicional extra com o monograma da marca. As peças apresentam shapes modernos e tons vibrantes, todos artisticamente concebidos para enfatizar detalhes, cores, formas e designs personalizados.

Carolina H

Carolina H

Cores, estampas e texturas afro ditam tendências do vestuário para próximas estações

 

A moda busca representar a identidade de um povo. Os vestuários da cultura afro – muito vasta e rica – revelam seus costumes, músicas e também a ancestralidade, explorados em elementos da sua religião. Cada vez mais presente no vestuário do brasileiro, a moda afro se destaca pela combinação de cores, texturas, estampas e formas marcantes. Esta tendência é destaque em relatório do Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae, que apresenta a empreendedores do setor de vestuário como as peças étnicas como apostas para as próximas estações.

shutterstock_160595453
A moda afro-brasileira é explorada por estilistas em desfiles nacionais desde meados da década de 2000, agregando elementos regionais, nossos costumes, culturas, e vestimentas são combinadas com as referências africanas. É possível observar essas referências na mistura de tecidos coloridos e estampas étnicas, mesclados de artefatos como a renda e o bordado além de símbolos indígenas.

turbantes-2

Os empreendedores que querem investir na pegada étnica devem apostar em cores vibrantes mesclados com a sobreposição de outras tonalidades fortes, como as terrosas. Mas cuidado: as cores opostas devem gerar um efeito agradável. As texturas em geral remetem às peles de animais, como cobras e crocodilos, enquanto os acessórios sugerem materiais naturais, como ossos de animais, chifres, pedras e penas, remetendo aos costumes tribais também dos indígenas brasileiros.

mequetrefismos-dashiki-tendencia-moda-africana

Em que peças investir?
Turbantes: fazem parte da cultura africana e são usados tanto por mulheres e homens. Além da questão estética, podem representar questões sociais e religiosas.
Batas: sempre estão na moda. Lisas ou estampadas elas podem ser combinadas com saias ou com o jeans do dia-a-dia.

Colares e contas: são feitos de diversos materiais. Podem significar cultos religiosos, por isso, a escolha do material correspon

;

Cris Barros para os pequenos

Seguindo as estampas e modelos de sua coleção principal, a marca Cris Barros apresenta as novidades da Cris Barros Mini para o inverno 2016, inspirada no universo onírico. Créditos fotos: Cassia Tabatini

277723_584462_cris_barros_mini

277723_584456_cris_barros_mini__50_semlogo277723_584451_cris_barros_mini__20_semlogo277723_584452_cris_barros_mini__32_semlogo
As novidades chegaram às lojas da marca no sábádo (12), em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba e também estará disponível em seu site. Especialmente na capital paulista, o dia foi dedicado às crianças – teve recreação completa, como pintura e escultura, e também as delícias dos Iogurtes Delicari, que animou a programação do fim de semana.

277723_584453_cris_barros_mini__44_semlogo_copy277723_584455_cris_barros_mini__48_semlogo277723_584457_cris_barros_mini__51_semlogo_copy
Ontem (13), Cris Barros também apresentou as novidades, desta vez com um desfile durante o Fashion Week Kids, no Shopping Cidade Jardim. A marca se apresentou fechando a 22a edição do maior evento infantil do país, criado há dez anos por Ana Cury.