Na minha coluna Revista versar: As frutas têm história na moda e continuam em alta na primavera e verão

As estampas de frutas e legumes estão em toda parte. Inevitáveis. Abra o Instagram ou uma revista de moda e é quase garantido encontrar. Seja no remake da Prada e suas bananas da primavera de 2011, ou, mais tarde, um par de sandálias Altuzarra que mais parece com um modelo que Carmen Miranda usou num passado distante. A estampa tem precedentes na moda.

Volte para o século 18 e você encontrará registros da aristocracia usando coletes bordados com frutas vermelhas. Em uma era mais moderna, Elsa Schiaparelli, a grande subversora da moda e surrealista, entregou um chapéu de uvas em 1939. Dior, em 1953, usou cerejas, mirtilos e morangos. Falando nisso, a versão da Louis Vuitton na primavera de 2018 é uma fruta ou uma flor?

Serviço: produção executiva, styling e pesquisa de moda: Lise Crippa, Produção de cena: Larissa Maldaner, Fotos e tratamento de fotos: Dari Luz, Beleza: Larissa Maldaner, Modelo: Sofia Leal – DN Models

Marcas e lojas participantes: Antonia Handbags, Coach, Calcanhar deAquiles, Degê Store, Dolce & Gabbana, Dani Depi Acessórios, ethne, Pucci, Strass Acessórios e Roupas

Saia: Dolce &Gabbana, blusa C Club para Calcanhar de Aquiles, lenço: Pucci, bolsa Antonia e brincos: Dani Depi (Fotos: Dari Luz)

Ao longo da última década, icônicas estampas surgiram nas passarelas, das bananas de Phoebe Philo, na primavera de 2004 na Chloé, à salada de frutas tropicais de Stella McCartney na primavera de 2011, e frutas inspiradas na Renascença da Comme des Garçons na primavera de 2018.

Amo feiras e mercados

Costumo comentar que tenho uma paixão especial por feiras e mercados. Por onde eu ando, seja no Brasil ou em viagens pelo mundo, sempre me interesso por estes endereços, normalmente instalados em locais históricos e pitorescos. Em Floripa, várias feirinhas me atraem, mas o Largo da Alfândega é um dos pontos mais conhecidos por moradores para comprar produtos fresquinhos e direto da fonte. Todas as terças, quartas, sextas e sábados dá para adquirir queijos, pães, frutas, verduras e flores, tudo vendido diretamente pelos produtores.O Largo, até a década de 1970, era banhado pelo mar. Com a construção do aterro da Baía Sul ganhou uma grande área que foi transformada em praça, ao lado do Mercado Público Municipal, outro reduto histórico na capital que sempre rende belas fotos!

Brincos Dani Depi para ethne, caftan estampa pitaia ethne e bolsa do meu acervo garimpada em uma lojinha de Palm Beach ( EUA)

Gucci com morangos

A Semana de Moda de Paris movimentou a Europa em setembro. Para o primeiro desfile da Gucci na capital francesa o local escolhido foi o clássico Théâtre Le Palace, que também fez sua estreia como cenário para um desfile de moda. Para a temporada primavera/verão 2019, excepcionalmente, Alessandro Michele, diretor criativo da marca, mostrou conjuntos de alfaiataria, plumas e mangas bufantes que deram um toque especial ao desfile. Trouxe também a estampa recheada de morangos unindo a diversão, folclore e a vibe underground de praxe.

Já adiantou a tendência

Dolce & Gabbana

Foto: Dolce & Gabbana

A Dolce & Gabbana tem uma ligação muito forte com tudo que diz respeito a comida, feiras, frutas e legumes. Faz poucos dias que uma amiga me mandou a foto de uma vitrine em Nova Iorque fazendo alusão às feiras, talvez entrando na onda de produtos veganos e orgânicos. Ano passado, na Semana de Moda em Paris, verão 2018, aparentemente a única coisa que existiu nas mentes da equipe de criação da marca foi a comida. Honestamente, na coleção spring 2018 me pareceu que todos os frigoríficos e despensas foram motivo de inspiração. O que rolou também: um vestido inteiro com estampa de cannolis, sobremesa proveniente da Cicília; nas orelhas, em forma de brincos, estavam as cenouras, morangos e muito mais; as modelos foram transformadas em fruteiras humanas, com brincos de laranja e outras frutas; estampa de ervilha é cool, alguém duvida?

Garimpo fashion

Brincos: Dani Depi para ethne, blusa Strass e calça Degê Store

Os brincos escolhidos para esta coluna são da “ethne”, marca catarinense que realiza garimpos pelo mundo. É uma collab com a designer de acessórios Dani Depi, também catarinense. Todas as peças são feitas com bolinhas e frutinhas em palha toquilla do Equador, considerada a seda das palhas. Já a bolsa Bolga é feita por artesãos de Bolgatanga, em Gana, no norte da África, com a resistente palha de elefante.

— Nossa ideia é trabalhar antigas tradições de uma forma moderna e contemporânea — observa Samira Campos, uma das idealizadoras da marca.

O caftan é produzido em 100% algodão orgânico malmal e a estamparia resgata a antiga tradição do block printing, praticada há mais de 1.400 anos no Rajastão, na Índia. Tudo feito à mão com carimbos de madeira. Detalhe: o cactos da estampa é a flor da pitaia, fruta da moda devido ao seu alto poder de nutrientes. Pouca gente sabe que do cactus também é retirada uma fibra leve e delicada, outra tradição do Marrocos reinventada pela marca “ethne”.

Além das frutas e legumes

Brincos Dani Depi, vestido Cholet para Strass e bolsa ethne, sandália Paula Torres

Após os desfiles da primavera de 2019, naturalmente é hora de rever todas as tendências apresentadas nas últimas coleções internacionais.

Cupcake Couture: Marcas como Marc Jacobs e Rodarte não tiveram medo de mostrar um visual ousado e volumoso, um pouco artista de circo, um pouco de Pretty in Pink. Alguns vestidos cor-de-rosa podem não ser os mais práticos, mas eu acredito que irei vê-los em editoriais de moda e usados pelas celebridades mais vanguardistas.

Amarelo: A cor da estação é sem dúvida o amarelo, pelo menos nas passarelas. Eu, em particular, prefiro um suave botão de ouro que trará todo o sol, mesmo em um dia nublado. Essa cor tomará o lugar do rosa milenar? Só o tempo dirá, mas acho que essa cartela de cores pode ter um poder duradouro.

Néon: O neon está de volta com força total na primavera de 2019. Todos, de Prabal Gurung a Milly, estavam indo ao encontro de cores brilhantes e saturadas. Há duas maneiras principais de se balançar essa tendência: escolha uma única cor de neon e use um conjunto monocromático ou use um bloco de cores com diferentes cores brilhantes. De qualquer forma, você vai estar totalmente na moda.

Rua dos anos 90: Os anos 1990 ainda estão influenciando fortemente a moda, tanto na passarela, quanto nas ruas. Calças largas, óculos escuros, tops e chapéus fizeram várias aparições na New York Fashion Week.

Crochê: Blusas de crochê, vestidos e saias também estavam em todas as passarelas. O shape é adequado para a primavera e você pode usar peças de crochê na praia, em uma festa de verão e em todos os lugares! Use da cabeça aos pés, como apresentado na passarela de Michael Kors, ou com peças de coordenação simples, como visto em Oscar De La Renta.

Lenços de cabeça: Viva! Acertamos mais uma vez! Se há um acessório de destaque da temporada, sem dúvida eu indico os lenços na cabeça. Em todas as passarelas, os modelos usaram lenços de seda de cores vivas em seus cabelos, amarrados de várias formas. Este estilo retrô adiciona elegância a qualquer roupa e eu estou vendo direto aqui na Itália, de onde estou escrevendo esta coluna.

Sobre Lise Crippa

Sou formada em Jornalismo, pós-graduada em Marketing e Moda. Atuo em assessoria de comunicação e jornalismo de Moda. O universo Fashion faz parte da minha vida e do meu trabalho.