Batas e vestidos ucranianos fazem sucesso também no hemisfério sul

Senti perfume folk no último verão europeu! A peça onipresente entre as fashionistas, e que mais vi nas lojas de Mykonos, foram as batas e vestidos com mangas largas, cores e bordados inconfundíveis.

batas 7

batas 6

Por trás desta febre, que chegou ao Brasil recentemente, está Vita Kin, uma neo estilista ucraniana que conquistou os closets mais estilosos do mundo e lançou marca homônima.

batas 1


As trendsetters italianas Anna Dello Russo, Giovanna Bataglia e Viviana Volpicella  foram algumas das novas fãs da etiqueta. Desde que as temperaturas começaram a subir no hemisfério norte, elas surgiram com diferentes versões para serem usadas em momentos especiais e à beira mar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sobre Lise Crippa

Sou formada em Jornalismo, pós-graduada em Marketing e Moda. Atuo em assessoria de comunicação e jornalismo de Moda. O universo Fashion faz parte da minha vida e do meu trabalho.

2 comentários sobre “Batas e vestidos ucranianos fazem sucesso também no hemisfério sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *