Tal mãe, tal filha: looks que reforçam relação afetiva podem ser oportunidade para o setor do vestuário

A relação afetiva entre mães e filhos ultrapassa todos os tipos de relações. No caso de mães de meninas, existe também a cumplicidade de amigas e a admiração, fazendo com que muitas filhas queiram ser parecidas – fisicamente ou no jeito de se vestir – com a mãe. Há também uma grande influência dos pequenos no contexto de compras: oito em cada dez crianças influenciam as decisões, de acordo com pesquisa do Instituto InterScience, o que mostra ainda mais relevância em desenvolver produtos e abordagens destinadas a esse público. O segmento de roupas, calçados e acessórios infantis também cresce de maneira sustentável – de acordo com a Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), o aumento é de 6% por ano.

shutterstock_308972906

Atento a este nicho de mercado, o Boletim de Tendências do Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae traz as oportunidades atreladas à moda “tal mãe, tal filha”, os cuidados na elaboração dos modelos e estampas das peças e formas de atrair as potenciais consumidoras. São muitas as peças inspiradas no estilo em questão. Sapatos, pijamas, vestidos, conjuntos e acessórios são alguns deles. Muitas mães encaram como uma forma de estreitar ainda mais os vínculos com as filhas.

talmae_talfilha

Muitas famosas, como as atrizes Katie Holmes e Claudia Raia, já adotaram o estilo “tal mãe, tal filha”, inspirando mulheres de diversas gerações a seguir a tendência e criar novas combinações. Entre as mais usuais estão os modelos iguais, bastante procurados pelas mães, mas que precisam equilibrar a versatilidade das roupas adultas com a doçura das roupas da filha; e as estampas iguais, que devem evitar o excesso e as cores fortes, além de aliar beleza e conforto.

shutterstock_381230251

Várias empresas já perceberam neste nicho um grande potencial para atuar. A marca de calçados Moleca apostou no desenvolvimento de modelos semelhantes aos feitos para as mães. Não somente as tradicionais sapatilhas, mas também botas, tênis, slips, e sandálias, foram pensadas para seguirem o mesmo padrão dos calçados femininos tradicionais.

PUC
A Puket desenvolveu várias opções destinadas à mães e filhas. São meias, pijamas, camisolas, short dolls, em diversas cores e estampas que apostam na leveza e diversão, que chama a atenção das consumidoras.

Conte com o apoio do Sebrae/SC para esclarecer dúvidas em relação às oportunidades que podem ser exploradas no mercado. Acesse o portal do Sistema de Inteligência Setorial para conferir esse e outros conteúdos estratégicos.

Sobre Lise Crippa

Sou formada em Jornalismo, pós-graduada em Marketing e Moda. Atuo em assessoria de comunicação e jornalismo de Moda. O universo Fashion faz parte da minha vida e do meu trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *